quinta-feira, 2 de setembro de 2010

"A sala da minha janela"

A janela da minha sala
janela que não se cala e me fala:
- mude de vida
pague suas dívidas
deixe de dúvidas.
a janela da minha sala
por onde eu assisto a novela
da minha vida enfadada.
a janela da minha sala
que vive aberta
por onde eu me vejo preso
do que eu me mantenho ileso?
para que eu me mantenho alerta?
imagens de dois atrás
planos de quatro anos atrás
imagens e planos que não me deixam em paz!
sala que não me fala,
sala pálida
eu, um cara -pálida de conduta ilibada.
a sala da minha janela
de onde eu divago e viajo:
eu vejo um cupido armado com seu arco
ele tenta, mas não me flecha
eu por dentro me fecho
eu me procuro e não te acho.

Devanil Caires

visitem o blog:www.historiaspequenasdeamor.blogspot.com

Nenhum comentário: