segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Envolta em Poesia



Envolta em poesia minh'alma celebra
Desconsidera a regra
 a rima e qualquer disciplina
Somente nua dança e se alegra
Diante da magia da Palavra

Envolta em poesia meu coração 
bate
 dentro e fora do compasso
mas com ritmo totalmente
acelerado

Criam tantas regras
que tais quase sufocam a emoção 
de quem apenas 
escreve só
pra alegrar o coração

Nascer poeta e
é nascer  livre
sem amarras que  prendam
ou 
amordacem a pura
criação

Minha'Alma em poesia imersa 
não obedeçe a gramática
ou sequer  pontuação 
Quer somente
dar asas a imaginação


Catiaho Reflexo d'alma entre delírios e delírios

Nenhum comentário: